CLIQUE AQUI PARA RETORNAR À PÁGINA DA MFL2009
NOITE LIVRE

NOITE LIVRE 2007 LOUD!
10 ANOS CAVÍDEO / RAÇA FILMES + PHUNK!

Noite de 10 de fevereiro no Cini-Íris


FOTOS DA NOITE LIVRE

Entrada do Cine Íris, na rua da Carioca

Início da Noite Livre

Rita Cadilac chegando na Noite Livre

Rita Cadilac no palco

Público no segundo andar

Público no cinema a sacodir o esqueleto.
(Fotos de Guiwhi)

Divulgação da Noite Livre 2007

UMA EXPERIÊNCIA de ocupação em todos os espaços do cinema.


O ato de ir ao cinema tem também o caráter de festa e é, em maior ou menor grau, um espaço de socialização.

Inaugurado em 1909, o então chamado Cinematographo Soberano era acanhado demais para abrigar sequer 200 pessoas. Dez anos depois, o Cine-Theatro Íris já oferecia 568 lugares e era uma das salas de cinema popular mais famosas, alternando entre filmes far-west e românticos.

Nossa história começa nos dias de hoje, ainda na entrada do cinema, com a decadência e obsolência do lugar que passou a underground pesado de pessoas que se escoram como ratos à procura de prazer sexual. E são vários os personagens, desde o voyeur ao fetichista, que adentram o recinto famintos e erotizados, escondendo-se da luz dos lanterninhas, à procura de pornografia e sacanagem, jogos de strip, travestis, idosos, cinema e popcorn.

Sabe-se que a fantasia diz respeito a uma importante questão teórica para a psicanálise, na medida em que aponta para duas vertentes essenciais – a realidade interna e externa. Neste último, fica clara a presença fundamental do Outro, o poder do seu desejo, causador da alienação estrutural na qual todos nós sucumbimos. Não existe erotismo sem pornografia e a pornografia pode ser vivida de modo erótico. Igualmente, a banalização do sexo, hoje, é vista como um assunto muito mais desafiador, pois a rotinização dessa transgressão na sociedade contemporânea desemboca num processo que acaba dificultando a própria possibilidade de transgressão.
É realmente curioso que, mesmo em tempos de facilidades virtuais como Pornotube e Mark-book, que ofecerem pornografia gratuita na privacidade do lar, o mercado das salas desse gênero cinematográfico se mostre vigoroso... o que existe é um tipo de interação da platéia com o local e entre si, ou seja, o espaço importa e muito.

Falar da história do filme pornô e, em especial, de seus espaços de exibição daria muitos “panos para manga”: haveríamos de passar pela pornôchanchada brasileira, majoritariamente produzida em São Paulo, pela produção erótica intelectual carioca e pelo surgimento de filmes com sexo explícito até chegarmos ao modelo atual em que as cenas de sexo se sucedem e transcendem ao próprio enredo. Mas essa não é a nossa intenção na Noite Livre. Queremos mesmo é discutir o cinema-espaço, desnudar o seu estado natural. Exibiremos como pano de fundo a programação pornô atual da casa e prestaremos, pela primeira vez numa mostra de filmes, uma homenagem à Rita Cadillac – madrinha dos presidiários, ícone da cultura nacional.

Na Noite Livre 2006, no Parque Lage, confrontamos obras de artistas plásticos cuja produção se situa na fronteira das interações da imagem em movimento com outras mídias. Em 2007, continuamos esse mapeamento, convidando artistas cujas obras híbridas dialogam com a eloqüente arquitetura art-nouveau do Cine-Theatro Íris e somente se completam no enfrentamento físico com o espectador. Não é o grau de obscenidade, mas o grau de perturbação que uma obra erótica/pornô expressa que deve ser avaliado. O que vem por aí? Um espetáculo de sons, imagens e movimento!

por Kelly Santos & Denise Cathilina

Programação:

HOMENAGEM À RITA CADILLAC
filmes + Rita Cadillac [participação especial]

LUPANAR
vídeo + improvisação musical | Alexandre Fenerich, Bernardo Gomes de Barros & Rodolfo Caesar

CINEMA VIVO
música + projeção | Nadam Guerra [Vj Manual] & Daniel Quaranta

DULCE
performance audiovisual | Alexandre Gwaz

ATELIÊ COLETIVO
Smael & Antônio Bokel + participação especial Dario Gularte

FILMES DE LUDWIG VON PAPYRUS
Sexo na Casa Branca / 2004 | 5’
A Verdadeira História de Bambi / 2004 | 5’
Yoga Profunda / 2006 | 10’

PORNÔ EM CENA [Filmes da casa]
Curadoria Cine-Theatro Íris

BANDAS
Monstros do Ula Ula e Lasciva Lula

DJS
Festa Phunk! [Saens Pena, Arthur Miró & Coisa Fina] + Túlio + Calbuque + Digital Dubs & MC’s convidados

Serviço:
NOITE LIVRE
projeção de filmes + exposições + instalações + performances + shows + pistas
Curadoria: Kelly Santos & Denise Cathilina

CINE ÍRIS
Rua da Carioca, 51 - Centro
Informações: 21 2266 1014




› Busca
› Mais sobre a MFL
 • O que é? 
 • Palavra da Curadoria
 • Premiação MFL
 • Parcerias e Apoios
 • Gastronomia
 • MFL's Passadas
 • Equipe MFL 2007
 • Fale com a gente
 • Arquivo de notícias
 • Arquivo de vídeos

› Sobre a Inscrição
 • Regulamento 
 • Autorização para exibição na MFL


Promoção
Organização

© MFL2007 - Realização WSET Multimídia | Desenvolvimento rivello.net