Histórias de morar e demolições
Indicado para:
Caríssima liberdade - Concorrem filmes realizados com apoio de recursos públicos.

No ano passado fui submetido à experiência de mudança de residência e cidade. Deixei de lado temporariamente o convívio com mamãe e o espaço que conheço há quase vinte anos e adentrei uma casa alugada, dividida com mais dois. Diversos foram os momentos em que sentávamos e uma chuva de nostalgia vinha à tona: “ah, meu pai adora ficar na cozinha e fazer tal coisa”; “eu nunca limpei o banheiro da minha casa e agora estou tendo de fazê-lo aqui” e por aí vai. Este longa-metragem tem como enfoque essa problemática: a relação entre os humanos e seus espaços privados. Suas memórias, seus azulejos e o contraste deste com os tacos de madeira no chão. A quatro famílias foram emprestadas uma câmera de vídeo (com o intuito de apenas os sons habituais serem gravados) e uma máquina fotográfica a fim de serem registrados os móveis, as portas, janelas e frestas comuns a estas. Como uma das entrevistadas diz, é uma pena que não seja possível captar os diversos odores destes cômodos. Interessante constatarmos a opção pela criação coletiva da equipe de filmagem e dos entrevistados, que sempre opinavam quanto aos enquadramentos e a organização daqueles objetos que foram registrados. A melancolia que fica é a de imaginarmos a destruição destas construções e sua eventual substituição pelos mega condomínios com suas quatro suítes que apontam claramente para um processo de cada vez maior individualização dos componentes de uma família. Quando trabalhei em um stand destes tenebrosos conjuntos habitacionais pude ouvir uma cliente dizendo: “Para quê eu quero um apartamento deste tamanho e com esta divisão de quartos? Será que terei de ligar para o celular do meu marido e marcar um encontro em nossa sala?” É ao caminho oposto que este filme lança luz. Um modo de viver em conjunto que parece prestes a se extinguir e que era baseado na afronta de faltar a uma refeição em conjunto no final de semana ou mesmo à pressão para assistir a TV durante a noite, comentando cada seqüência de imagens em voz alta com nossos avôs. (Raphael Fonseca)

Programação
  • Dia 14-04-2009
  •   16:00 - Curta o Longa 6 (CCBB - Sala de Cinema)
  • Dia 22-04-2009
  •   17:00 - Curta o Longa 6 (CCBB - Auditorio 4º andar)

Diretor: Andre Costa
Duração: 56min
UF/Ano: SP/2007
Sinopse:
Quatro famílias paulistanas estão de mudança. Suas casas foram vendidas para um incorporador imobiliário e serão demolidas. Para fixar as histórias guardadas sob esses tetos, os moradores resolvem registrar os objetos, cômodos e recantos preferidos, iniciando videografias domésticas ou contratando uma pequena empresa de vídeo. Contemplado pelo Itaú Rumos Cinema e Vídeo 2006.
Formato Captação: Minidv
Formato Exibição: DVD
Roteiro:
Produção Executiva: Danilo Concílio
Produção: Olhar Periférico Filmes e Rever
Fotografia:
Câmera: Matias Lancetti, Danilo Concílio, Andre Costa, José Menezes e Ian Thomaz
Arte:
Som: Silvio Cordeiro e Edson Camilo Zanetti
Edição: Matias Lancetti, Danilo Concílio, Andre Costa
Edição de Som: Input
Elenco:
› Mais sobre a MFL
 • Seleção 2009
 • O que é? 
 • Premiação MFL
 • Parcerias e Apoios
 • MFL no Orkut
 • MFL's Passadas
 • Arquivo de notícias
 • Arquivo de vídeos
 • Equipe MFL 2009
 • Fale com a gente

 • Regulamento MFL2009

› Busca no site MFL



Patrocínio e Realização
               
Organização
Promoção
   

© mostra do filme livre 2009 | Desenvolvimento rivello.net